Histórico

Em 20 de setembro de 1961, acontecia no Salão Paroquial de Turvo, uma reunião com objetivo de construir uma sociedade cooperativa.

A Cersul iniciou suas atividades com 25 associados, abrangendo os municípios de Turvo, Meleiro e Araranguá. Teve como primeiro presidente o Padre Paulino Talamelli, que permaneceu na presidência de 1961 a 1965.

Em 5 de abril de 1965 foram iniciados os trabalhos de base, com 672 associados. O segundo presidente foi Luiz Maragno que permaneceu na direção de 1965 a 1966.

Em setembro de 1966,a ssumiu a presidência até dezembro deo mesmo ano o gerente Sebastião Moraes Mattos.

Dilton Rosa Prates foi o terceiro presidente permanecendo no cargo de 1966 à 1968.

Em 20 de abril de 1968, a Cersul já contava com 1.097 associados e passava a ser presidida por Dauro Hugo Neis, e permaneceu de 1968 a dezembro de 1971, com 1.374 associados, em 8 de março de 1971.

Celino Camargo Pires assumiu de 1971 à 1973.

Mário Zatta assumiu a cooperativa a partir de 1973 à 1976. Neste ano o quadro de associados dobrou; já eram 2.716 associados e quem assumiu a presidência de 1976 à 2000 foi Martin Felipp.

Em março de 2000 já eram 12.300 associados e a presidência passou a ser ocupada por Ari Pessi até 2003.

No período de 2003 à 2007 foi Ronaldo Carlessi quem presidiu a Cersul já com 18.067 associados, constituída em quatro setores: administrativo, comercial, serviços gerais e técnico. Neste período, foi construída a subestação com 69 KV e a linha de transmissão de Turvo a Araranguá em 69 KV, que foi o grande salto de qualidade para o fornecimento de energia na área da cooperativa.

No ano de 2007 até março de 2011 Renato Luiz Manenti foi quem presidiu a cooperativa encerrando seu mandato com 20.865 associados.

Em março de 2011 quem assumiu a cooperativa foi o engenheiro eletricista Moacir Daniel. Atualmente quem preside a cooperativa é o empresário turvense Everton Aldir Schmidt, que assumiu em março de 2015.