Vegetação próxima da rede elétrica amplia estragos

Vegetação próxima da rede elétrica amplia estragos

A ocorrência de ventos acarretou transtornos para mais de oito mil Unidades Consumidoras (UCs) na área de abrangência da CERSUL (Cooperativa de Distribuição de Energia). Entre o domingo e a segunda-feira foram mais de 100 ocorrências atendidas. O maior problema é a presença de vegetação próxima da rede elétrica, que faz com que cause estragos e ocasione a interrupção de energia.
O relatório do COD (Centro de Operação de Distribuição) apresentou 36 ocorrências registradas no domingo (18). Os municípios mais atingidos foram Meleiro, Morro Grande, Timbé do Sul e Turvo. Cerca de 7 mil UCs ficaram sem energia elétrica por algum período de tempo. Quase 20 pessoas estiveram envolvidas no atendimento.
Na segunda-feira (19) foram registradas 71 ocorrências. Meleiro, Morro Grande, Timbé do Sul e Turvo novamente foram bastante atingidos. Aproximadamente 1,5 mil UCs foram impactadas pela falta de energia. Foram mobilizadas cerca de 30 pessoas para os atendimentos.
O presidente da CERSUL, Jonnei Zanette (Nei), enfatiza que a vegetação é sempre bem-vinda e deve ser preservada. Porém quando as copas e galhos das árvores disputam o mesmo espaço com a rede elétrica podem ocasionar o desligamento de energia elétrica e/ou comprometer o fornecimento de energia elétrica. Para a CERSUL é muito importante garantir o fornecimento de energia, assim solicita-se que sejam observadas as distâncias de plantio e se verifique a situação atual para evitar situações como a ocorridas nos últimos dias. A CERSUL inclusive possui equipe técnica habilitada e capacitada para a execução das respectivas podas, realizando a poda ecológica na vegetação..